sábado, janeiro 21, 2012


Primeiro dia de aula

3




O primeiro dia de aula é cheio de emoções conflitantes para alunos e educadores: expectativas de reencontros, alegrias, curiosidades, incertezas, temores. É um momento especial: o nascimento de um grupo que vai trabalhar e aprender junto durante o ano.

Trecho do artigo o Primeiro Dia , de Rita FoelKer, no seguinte endereço eletrônico:
www.edicoesgil.com.br/educador/primeirodia.html

Receber bem é uma arte. Vamos exercitá-la na nossa escola?

I – INTRODUÇÃO:

O retorno das crianças ou a entrada de crianças novas no início de um ano novo costuma ser tumultuado, tanto para as crianças como para os pais e professores. É sempre necessário certo esforço de adaptação às mudanças, seja das crianças que mudam de turma, seja das que começam a participar da vida da escola.
Se o professor não se prepara para esse período e não planeja atividades que facilitem a adaptação de todos, acabará gastando energia e tempo com o choro, agitação e maior tensão dos pais e do próprio docente, que se refere ao período de conhecimento de sua nova realidade, tanto. Por isso, muitas escolas incluem no planejamento do inicial a organização de um ambiente e de atividade de acolhimento. Em caso de crianças novas, a escola deve receber um dos pais ou membro da família da criança para permanecer com ela e acompanhar suas atividades nos primeiros dias, até a criança estabeleçaum vínculo com o professor e com a escola


II – ATIVIDADES PROPOSTAS

As atividades de início de ano devem ser planejadas para que propiciem atingir uma série de objetivos, tais como:
• Propiciar às crianças explorarem os espaços e objetos – é interessante que sempre haja algo de novo na escola, como a reorganização dos móveis e da decoração, bem como a presença de alguns brinquedos novos. Essas novidades estimulam as crianças. Então, o professor pode passar os primeiros dias visitando os diferentes espaços e explorando as novidades junto com as crianças.



• Propiciar às crianças se conhecerem, se apresentarem e conhecer os demais adultos da escola – nessas visitas é interessante o professor prever o tempo necessário para que as crianças de seu grupo interajam entre si, com crianças de outros grupos e com os adultos que vão encontrando pelo caminho. Se seu grupo é composto de crianças com idade acima de 4 anos, o docente pode antes preparar, junto com as crianças, algumas perguntas interessantes para fazerem aos demais funcionários da escola ou para os pais de outras crianças que possam estar presentes nos locais que visitarem.
• Criar condições para que se estabeleçam vínculos afetivos entre o professor e cada criança e entre as próprias crianças – sabemos o quanto são importantes esses vínculos para que a criança se sinta segura no ambiente e se solte para brincar e aprender. Por isso, o professor precisa estar especialmente atento para dedicar uma atenção individual a cada criança. Para isso, ele pode aproveitar todas as oportunidades que surgirem nas diferentes atividades que propuser, até mesmo nos momentos de refeição e higiene. Sabendo que, em função disso, cada atividade pode ser mais demorada do que de costume, é bom que não planeje muita coisa para fazer com as crianças num só dia.

Encontre mais informações no blog Partilhando ideias e ideias.

3 comentários:

Elisete Nunes disse...

Olá amiga! Passei para te desejar um abençoado final de semana e para dizer que tem um mimo no meu blog, passa lá para pegar. Beijos...

Karla Valéria disse...

Ai meu Deus! Marcinha. já várias pessoas disseram que não conseguem comentar, vc pode me dizer o que exatamente aparece na hora que dá erro?.
Por favor tente novamente.

AnaLú Artes disse...

Amei seu blog. Esta postagem muito boa. Já estou te seguindo. Um enorme beijo pra ti. è muito bom saber que temos pessoas que amam trabalhar com crianças. deus te abençoe sempre.

Postar um comentário